Ir direto para o Conteúdo

PetMail ® - Portal Pet de Negócios e Oportunidades

Meu Cadastro

Classificados

Notícias

Hotel pet.

08/01/2013 Hotel pet.

Nem sempre é fácil levar os bichos de estimação para viajar com a família nas férias. Além de checar se não haverá problemas com a hospedagem, já que ainda são poucos os lugares que aceitam os mascotes como hóspedes, é preciso pensar nas dificuldades de transporte e se realmente será possível dar ao animal a atenção que ele precisa.

 

A médica veterinária Viviane Higuchi Imagawa explica que a decisão também deve levar em conta o tamanho e o temperamento do animal. Caso o dono resolva levar o mascote, a veterinária orienta que o ideal é abrir mão de viagens mais longas e transportá-los sempre presos com cinto de segurança especial ou em caixas adequadas – mesmo os cães de grande porte. Eles devem ficar sempre no banco de trás e com a cabeça dentro do veículo, pois o motorista pode ser multado se o bicho estiver na janela ou no banco da frente.

 

Se a viagem for longa e o animal, estressado, o proprietário tem que pensar se realmente vale a pena levá-lo. Empresas de ônibus e companhias aéreas exigem atestado de saúde e carteira de vacinação, mas vale a pena consultar antes. Perguntar onde o animal vai viajar é fundamental, já que muitas vezes ele tem de ir no compartimento de carga.

 

A visita ao veterinário antes da viagem é importante para colocar a vacinação em dia e, dependendo do destino, tomar remédios específicos para prevenir doenças que existem na região. Se o bichinho tem predisposição para passar mal, o veterinário pode receitar medicamentos para evitar enjôos.

   

A veterinária explica que uma viagem pode ser prejudicial para gatos, que são por natureza mais estressados do que cães. Se o proprietário não tiver necessidade de levar o animal e for realizar uma viagem curta, é possível deixá-lo sozinho em casa. "Eles se viram muito bem, porque são mais independentes e autônomos que os cães. Não precisam sair para passear e dispensam companhia. Basta ter alguém para limpar a caixa higiênica e alimentá-los que não haverá problemas", afirma.

 

Hotéis

 

Os donos que preferem viajar sem os animais podem escolher entre várias opções de hotéis especializados. "Cães se adaptam muito bem a hotéis. O cachorro pode levar um brinquedo e um cobertor para que se lembre do cheiro de casa, que não há problema nenhum", afirma Viviane.

 

Confira algumas opções de hotéis para animais em São Paulo:

 

No Hundewelt, cães dormem em baias individuais. Os animais ainda têm a regalia de consumir apenas água mineral, que vem de um poço localizado na propriedade.

 

Os animais dormem em baias individuais e, durante o dia, podem se divertir juntos em quatro áreas com gramado e pedras ou em um campo com 1.200 metros quadrados, onde também é feito adestramento e “agility”, que é um esporte praticado pelos animais. Outras áreas de convívio social incluem sala de banho e hidromassagem. A equipe inclui veterinários de plantão 24 horas. Para se hospedar, o cão precisa estar com a vacinação em dia, não possuir doença contagiosa e ser sociável.

 

Rua Maria Tereza de Andrade, 310, Parelheiros

Tel: (11) 5978-6106

Diárias: de R$ 30 a R$ 50

Oferece transporte para os animais.

 

No Dogshouse os donos podem acompanhar a rotina dos bichinhos pela internet. Oferece um serviço de hospedagem diferenciado, em que o bicho fica solto em tempo integral. Exclusivo para cães. Os animais dormem juntos em almofadas, que são colocadas em salas amplas e com som ambiente. Durante o dia, brincam juntos no playground, nas salas de recreação e no tanque de água.

 

Para aliviar a saudade dos donos, câmeras espalhadas pelo hotel exibem a rotina dos bichinhos pela internet. Antes de aceitar um novo hóspede, a equipe faz uma "triagem" por telefone, por isso não divulga endereço.

 

Tel: (11) 5012-1135

Diária: de R$ 50 a R$ 70

Oferece transporte para os animais

 

Call Vet – Cães não têm vez neste hotel voltado para gatos. Os animais ficam em compartimentos individuais e são soltos uma vez por dia, mas nunca ficam juntos. O objetivo é evitar brigas, já que os gatos são mais individualistas, e também por questões de higiene. A equipe pede sempre que o dono leve objetos com que o gato já está acostumado a brincar. Aceita animais a partir de quatro meses, saudáveis e com a vacinação em dia. Além de gatos, aceita também pássaros e roedores.

 

Tel: (11) 3051-6704

Rua Coronel Oscar Porto, 189, Paraíso

Diária: R$ 25


Fonte: G1


Voltar

Mais Notícias

Copyright 2015 PETMAIL® Portal Pet de Negócios e Oportunidades.
Todos os Direitos Reservados
Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...